Ponta Grossa Vitrine

Aluno diz que proprietária do Pro Ensino falsificou documentos do Coren

24/11/2021 | 15:49 Por Eduardo Matheus Modificado em 26, novembro, 2021 4:13

Nesta quarta- feira (24) um aluno do curso técnico em enfermagem disse que a proprietária do Centro de Educação Profissional Pro Ensino falsificou documentos do Núcleo de Educação e do Conselho Regional de Enfermagem (COREN). A instituição localizada na avenida Bonifácio Vilela, no Centro de Ponta Grossa é acusada pelos alunos de entregar diplomas sem validade comprovada. “A dona da escola falsificou alguns papéis do Núcleo de Educação, do Coren, de certificados. Ela falsificou, pegava números que tinham no site. Eu tenho todos os áudios aqui no meu celular”, denunciou. O aluno relata que uma secretária da instituição foi prejudicada. A colaboradora declarou como todo o esquema fraudulento funcionava.

O aluno disse que sofreu um prejuízo estimado em R$ 20 mil ao concluir os estudos. “Nós sofremos uma perda material bem grande, porque, eu praticamente paguei a vista o curso, paguei R$ 20 mil para bem no fim não ter validade. Como que núcleo regional de educação, o MEI, e o Coren estão liberando certificado e carimbos de autenticidade deles, sendo que a escola estava irregular e não podia ter nada disso?’’, questionou.  Ele acredita que há um facilitador. “Alguém de lá de dentro, de alto porte, ganhando por fora para fazer este tipo de coisa”, lamentou.

Além deste aluno que relatou as irregularidades, outros estudantes da instituição afirmaram que foram prejudicados e que estão processando o Centro de Educação Pro Ensino. “Tem mais cursos, fora o técnico de enfermagem e radiologia, que o pessoal estava irregular. Técnico de enfermagem do trabalho, instrumentação cirúrgica, também estavam ministrando. Eu fui uma dessas pessoas que entrou com um processo contra instituição, daí, a gente está aguardando uma resposta do MEC”, declarou outro aluno.

A instituição em suas redes sociais realizou diversos posts sobre a legitimidade dos cursos oferecidos. Em uma publicação, o Centro Pro Ensino afirmou que os cursos técnicos em EAD são reconhecidos pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

No entanto, seguidores do Pro Ensino comentaram sua indignação.

A instituição foi procurada, porém, o telefone de contato da escola está temporariamente desligado.

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!