DestaquesPolíticaPonta Grossa

As vésperas de pagamento VCG anuncia suposto prejuízo de R$ 2 milhões

Foto: Carlos Ozorio

 

Na última semana já comunicamos que a Viação pretendia pedir R$ 3 milhões à prefeitura

Não é de hoje que a Viação Campos Gerais emite notas e solicita dinheiro á prefeitura, alegando que não consegue arrecadar dinheiro para pagas seus funcionários.

A família Gulin, atua em Ponta Grossa desde o ano de 1984 quando comprou  Viação Campos Gerais (VCG) desde sempre a empresa tem “dificuldades” de faturamento, mesmo o grupo familiar ser a proprietária de diversas empresas do ramo do setor de transporte coletivo em diversas cidades do estado.

A Viação Campos Gerais é considerada uma empresa de Porte Grande, com isso seu faturamento presumido enquadra-se na faixa de R$700.000.001 a R$4.000.000.000.

Vamos aos fatos.

Devido a dificuldades financeiras a VCG vem realizando o pagamento dos funcionários de forma parcelada, a 1º parcela todo dia 5 do mês e a 2º parcela todo dia 25. No último dia  19 de março tornou-se público através do portal Mz Noticia que a Viação iria pedir cerca de R$ 3.000.000,00 (Três Milhões de Reais) para a prefeitura de Ponta Grossa, relembre aqui a matéria.

Na data desta quarta-feira (24) as vésperas do pagamento da segunda parcela do salário de seus funcionários, diretores da VCG reuniram-se com o presidente da AMTT e com procurador do município apresentando a situação da empresa, segundo a empresa foi acumulado o prejuízo de R$ 2 milhões em apenas 7 dias, isso sem nenhum ônibus sair da garagem da empresa.

Próximo das 13 horas do mesmo dia ocorreu uma audiência na Justiça do Trabalho entre a VCG, Sintropas e representantes das AMTT, na referida audiência a Viação Campos Gerais não apresentou nenhuma resposta para solucionar o pagamento de seus funcionários, sendo imediatamente encerrada a audiência sem que nada fosse resolvido.

O presidente do Sintropas Luiz Carlos Oliveira declarou “Vamos aguardar a sentença da justiça sobre o assunto, mas a greve de segunda-feira, dia 29, parece inevitável. A Viação informou que não tem condições de fazer o pagamento da parcela do salário no dia 25 e os trabalhadores não irão trabalhar sem receber pelo serviço prestado no mês de fevereiro”, enfatizou Luiz.

Ainda segundo Luiz se a empresa não vai pagar o salário atrasado de fevereiro, quem garante que irão pagar o próximo salário que vence já no dia 5 de abril?

A Viação Campos Gerais conta com 1.350 funcionários, destes pouco mais de 1.000 atuam na área de operação dos carros e 240 ônibus.

Qual será agora o destino disso tudo? A Viação pagará os salários dos trabalhadores? Os trabalhadores ficam sem salário? A prefeitura libera mais uma vez alguns milhões para a referida empresa? A passagem sobe e mais uma vez a população paga o prejuízo?

Comentários
Posts relacionados
DestaquesPolíticaPonta Grossa

Justiça afirma que prefeitura é corresponsável pelo transporte e exige esclarecimentos

A juíza Luciana Virmond Cesar, da 2ª Vara da fazenda Pública de Ponta Grossa, deu a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa o… Compartilhe isso:TwitterFacebook
DestaquesPonta Grossa

Cadastro para Vale-Mercado de PG passa a ser presencial

Após uma semana de cadastro online online, a prefeitura de Ponta Grosa informou, hoje (16), que retorna a partir da próxima segunda-feira… Compartilhe isso:TwitterFacebook
CoronaDestaquesPonta Grossa

PG registra 13 óbitos e passa dos 33 mil contaminados pela Covid-19

Ponta Grossa registra 103 novos casos de Covid na cidade. No total são 33.027 total de casos confirmados segundo a Fundação Municipal… Compartilhe isso:TwitterFacebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat online
1
Olá. Posso ajudar?
tudo bem ?
Fique a vontade para mandar mensagem :)
faça parte do nosso grupo do Whatsapp