Geral

CEI dos Combustíveis aguarda relatório para conclusão dos trabalhos

12/11/2020 | 19:05 Por Notícias Mz Modificado em 12, novembro, 2020 7:05

O vereador Geraldo Stocco(PSB), presidente da CEI dos Combustíveis, disse ao MZNOTÍCIAS que já foram analisadas mais de 600 páginas dos trabalhos que vem sendo desenvolvido, desde a instauração do inquérito em março de 2019. “Somente esperamos agora o relatório do relator (Maurício Silva\PSDB)”. O procedimento foi instaurado para apurar denúncias de desvio de combustíveis do pátio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos da Prefeitura.

Stocco informou que há diversos envolvidos comprovadamente, entre os quais aqueles que dirigiram a Secretaria Municipal de Obras e Serviço Públicos – SMOSP – antes de Márcio Ferreira, Celso Santana e Alessandro Lozza de Moraes. “Apuramos ainda a participação de empresas privadas, que abasteciam seus veículos a expensas do dinheiro público municipal”.

Contudo, o presidente das diligências não declinou o nome dos titulares das empresas, argumentando que o trabalho da CEI tem seus limites, cabendo ao MInistério Público dar sequência à tarefa de identificar se os dirigentes das firmas levantadas estavam ou não macomunados com os autores das irregularidades que estão ou estiveram ligados à Prefeitura Municipal, ou se apenas os funcionários dessas instituições.

Para o vereador integrante da CEI sargento Guiarone, as diligências e as oitivas de supostos envolvidos e tomada de testemunhos desenvolveram-se a passos de tartaruga porque a base aliada do Governo emperrou os trâmites. “Eu denunciei o fato em 2017, mas sempre que protocolava solicitações de CPIs, sindicâncias, inquérito administrativos, os 16 situacionistas objetavam”, tem afirmado o sargento.

Tudo passou a mudar no início de 2019, quando o MP entrou no caso. A partir de então, o Tribunal de Contas e outros órgãos pertinentes foram desvendando as falcatruas, até que culminou paralelamente com a criação da CEI.
Guiarone tem declarado que o prejuízo ultrapassa R$5 milhões, com o desvio de aproximadamente 600 mil litros de combustível, incluindo abastecimento surreal de diesel para motocicletas e caminhões baixados.

O vereador Maurício Silva foi procurado em seu gabinete pela equipe da MZNOTÍCIAS nessa quarta-feira, 11. Seus assessores informaram que ele não compareceria à Câmara naquela tarde. Entretanto, esteve presente à Sessão Ordinária.

O procedimento concorre para o entendimento do sargento Guiarone. “Só vão entregar a finalização do relatório após o pleito eleitoral. Por isso o pedido de dilação de prazo por dez dias”.

Luís Carlos Pimentel

 

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!