DestaquesGeral

Dia Internacional da felicidade: será que temos motivo para comemorar?

Foto: Reprodução

 

A infelicidade que a pandemia nos trouxe não pode contaminar as outras coisas boas da nossa vida

Neste sábado, 20 de março, é comemorado o Dia Internacional da Felicidade. A Organização das Nações Unidas (ONU) celebra a data desde 2013, como uma forma de reconhecer a importância da felicidade na vida das pessoas em todo o mundo. Em 2015, a ONU lançou os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável , que buscam erradicar a pobreza, reduzir a desigualdade e proteger o planeta – três aspectos essenciais que levam ao bem-estar e à felicidade.

O isolamento social que a pandemia exigiu levou ao distanciamento social entre as pessoas em geral, mas levou a aproximação entre os casais e os núcleos familiares mais íntimos. No entanto, essa aproximação pode ter levado ao aumento da separação entre casais. O número de divórcios consensuais realizados pelos cartórios de notas do país, durante a quarentena decretada pela pandemia do novo coronavírus, entre os meses de maio e junho deste ano, aumentou 18,7%.

E com mais um ano de pandemia pela frente, é preciso resiliência e conhecimento para que as mulheres sejam felizes, apesar do momento delicado e das adversidades da vida. “A felicidade não deve ser alicerçada em condições externas – isso a torna quase inviável. Ela é uma construção feita sobre dois pilares: a vivência de mais emoções de valência positiva que negativa e a percepção de se ter uma vida significativa. O segundo pilar – da vida significativa, do propósito – é o que nos sustenta diante dos desafios”, aponta a pesquisadora Carla Furtado, fundadora do Instituto Feliciência.

 “A resiliência é compreendida como a habilidade de navegar em busca de recursos para funcionar de maneira positiva em situações adversas: sem adoecer a médio e longo prazo. Manter-se em situações tóxicas não é o desfecho esperado de um processo de resiliência. Não se deve acreditar no mito de que suportar toda e qualquer situação é sinônimo de resiliência. O que se espera como desfecho saudável é: recuperação, adaptação ou transformação positivas”

 

Uma dica é não ficar parado, estacionado na tristeza. Mova-se, comece com pouco, mas faça o melhor com o que você tem as vezes  um abraço, um sorriso, uma brincadeira caseira. Tudo isso e muito mais é possível fazer durante esse período de pandemia. Vamos aproveitar o dia da felicidade para lembrar que somos capazes de viver momentos de muita alegria em família. Acredite no tempo, na sabedoria e principalmente no amor. Tenha tempo para os sonhos, eles conduzirão sua carruagem para as estrelas.

Portal MZ Notícia

Comentários
Posts relacionados
CoronaDestaquesPonta GrossaSaúde

Ponta Grossa registra 10 mortes por Covid e 131 novos casos

A Fundação Municipal de Saúde da cidade de Ponta Grossa divulgou em boletim os números atualizados de casos Covid-19. O boletim é… Compartilhe isso:TwitterFacebook
GeralPonta Grossa

PG inicia vacinação contra Gripe H1N1

Comentários Compartilhe isso:TwitterFacebook
BrasilDestaquesPolítica

STF vota suspeição de Moro dia 14 e Lula pode novamente perder seus direitos politicos ficando inelegível

STF pode retroceder e reformar decisão referente a suspeição de Moro. Destino político de Lula pode estar ameaçado. Comentários Compartilhe isso:TwitterFacebook

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat online
1
Olá. Posso ajudar?
tudo bem ?
Fique a vontade para mandar mensagem :)
faça parte do nosso grupo do Whatsapp