Brasil

Empresa de ônibus envolvida em grave acidente em SP era clandestina

26/11/2020 | 10:54 Por Notícias Mz Modificado em 26, novembro, 2020 10:54

O ônibus envolvido no acidente que matou 41 pessoas em Taguaí, São Paulo, não possuía registro junto aos órgãos oficiais de transporte da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), nem Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Segundo informações do Portal Itatiaia, o veículo tinha 11 multas e estava com IPVA, licenciamento e DPVAT atrasados.

Segundo informações, o motorista do ônibus poderia ser o responsável pela colisão. Ele estava na contramão no momento do acidente. O motorista teria tentado impedir a batida com outro ônibus que estava na frente, mas houve falha mecânica nos freios. Ele teria saído para a pista contrária e colido com o caminhão. O local do acidente é de pista simples e ultrapassagem proibida. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas pela polícia.

O motorista do ônibus, de 55 anos, encontra-se internado em estado grave, com quadro de traumatismo craniano.

Caminhoneiro não possuía carteira tipo ‘D’

Além da empresa clandestina de ônibus, o motorista e proprietário do caminhão, Geison Machado, de 22 anos, morador da cidade de Castro, não possuía habilitação para dirigir caminhão. Ele teria dado entrada há pouco tempo para tirar a CNH de carro, mas ainda estava com carteira provisória. A família do jovem informou ao Portal G1 que por este motivo, sempre contratava um motorista para viajar com ele e intercalar na direção. O caminhoneiro estava no banco de passageiro e sobreviveu ao acidente, tendo apenas escoriações.

 

Por Portal Mz Notícia

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!