Educação Ponta Grossa

Escolas em Ponta Grossa terão mensalidades mais caras em 2021

11/11/2020 | 19:37 Por Notícias Mz Modificado em 11, novembro, 2020 7:37

Os pais, com filhos em escolas particulares, devem preparar os bolsos porque as mensalidades vão ficar mais caras para o ano letivo de 2021. Redução de alunos e aumento nos gastos com equipamentos e materiais foram os principais efeitos causados pela pandemia e, consequentemente, são os motivos para tal reajuste.

Os gestores explicaram que, com a adaptação para as aulas online, as instituições tiveram que realizar investimentos. Foi necessário efetuar o pagamento de plataformas para transmissão das aulas, contratar sistemas próprios e comprar computadores. Mesmo assim, os novos custos não foram suficientes para manter todos os alunos neste período, principalmente os da educação infantil.

Em razão disso, o reajuste terá de ser aplicado pela maioria das escolas. O diretor do Sepam, Osni Mongruel, explicou que mesmo com o retorno presencial das crianças, as medidas de restrição e cuidados com a saúde, vão permitir um número inferior de alunos em cada sala. “E ainda sim o rateio do curso é impactado. Os custos são mantidos com manutenção dos imóveis, professores e funcionários”, explicou.

As instituições também precisaram aguentar o acréscimo nos valores dos materiais escolares. As editoras passaram por um reajuste considerável nos preços, devido a alta no dólar, que interferiu no valor do papel. “Estamos tentando negociar para não repassar esses valores [das editoras e equipamentos] direto para os pais. O reajuste será distribuído ao longo de cinco anos”, disse Osni.

Vários colégios em Ponta Grossa, que o portal MZ Notícia entrou em contato, confirmaram o reajuste. No entanto, o valor do aumento ficará a critério de cada instituição. Uma escola ou outra vai tentar amenizar, ao máximo, esse impacto que será causado no bolso dos familiares. Segundo a diretora do Sagrada Família, Irmã Edites Beth, o colégio não teve queda significativa de alunos, portanto, o reajuste será mínimo. “Foi um ano cheio de novas experiências. Senti a contribuição dos pais para assumir as responsabilidades em atender as crianças”, explicou a diretora.

Reajuste em todo país

Segundo a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), o aumento deve ocorrer em todo território nacional por conta das consequências da pandemia e o aumento no ensino infantil deve variar de 3% a 4%, de modo que cada escola possui autonomia para aplicar os reajustes, pois varia em cada região e realidade de estrutura e ensino.

Matrículas em Ponta Grossa e retomada das aulas presenciais

As matrículas em Ponta Grossa já estão abertas, mas os pais e alunos ainda se perguntam como será o calendário de 2021. As escolas dependem de decretos estaduais ou municipais para liberação do ensino presencial, enquanto isso, continuam com o ensino remoto e a possibilidade de atendimento de forma híbrida para o ano seguinte.

O Sindicato do Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe-PR) entrou com pedido, em outubro, para retomada das aulas curriculares nas escolas. Em resposta, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), notificou o Secretário de Saúde do Estado, Beto Preto, para fornecer informações em 48 horas. A assessoria do Sinepe informou que eles ainda estão aguardando a decisão do desembargador Marques Cury sobre a retomada.

As escolas voltaram apenas com atividades extracurriculares, esportivas e culturais, e também para reforço de pequenos grupos.

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


blank

Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!