Ponta Grossa

Morte de motoboy pode ter sido encomendada

24/11/2020 | 21:43 Por Notícias Mz Modificado em 24, novembro, 2020 9:43

A Polícia Civil ouviu, nesta terça-feira, 24, uma testemunha do crime que vitimou o motoboy Ivanor Morais, 45 anos, no interior de uma residência localizada na Rua Crisântemo, Santa Terezinha, por volta das 19h35min, conforme boletim de ocorrência.

Morais foi executado com cerca de cinco disparos de arma de fogo na casa de um suposto amigo. As primeiras informações davam conta de que ele teria ido auxiliar em uma mudança. Os depoimentos prestados pela testemunha deixa em dúvida se o proprietário da casa era realmente amigo e se havia realmente mudança, já que nenhum caminhão ou caminhonete estava estacionada em frente a moradia.

Disse o depoente que estava em frente a sua casa conversando com vizinhos quando percebeu a passagem de dois jovens estranhos. Um dos seus amigos se preocupou, pois os desconhecidos pareciam “ressabiados’.

O amigo da testemunha ficou observando a dupla caminhando. “Eles pararam diante de uma casa em que há moradores recentes. Sempre nos preocupamos com pessoas estranhas em atitudes suspeitas. Então, continuamos a observar. Um dos rapazes saltou o muro, então corremos até o local e o questionamos. Ele respondeu que era da família. Três homens uma mulher sairam da residência e abonaram as palavras do rapaz. Daí voltamos para a frente de minha casa”, narrou a testemunha.

Antes de retorno à casa, o depoente foi provocado pelo jovem e ambos somente não partiram para a briga porque os elementos que estavam na casa intervieram. O segundo desconhecido não se envolveu na situação.

Passados alguns momentos, os dois jovens subiram a Crisântemo, retornando pela mesma via em que chegaram. O morador e seus vizinhos não deram atenção a eles. Não levou muito tempo, e todos ouviram quatro ou cinco disparos: a dupla contornara a quadra e voltara para a casa em que um deles disse ser de seus parentes. Lá, um deles, possivelmente o que saltara antes o muro, executou Ivanor Morais.

Os desconhecidos foram vistos deixando o local pelos vizinhos. Eles seguiram descendo a Crisântemo cada vez mais para o interior do conjunto habitacional, até tomarem uma outra via. Não há informes de que um veículo estaria aguardando para dar-lhes fuga.

Passagem
Uma fonte ligada à Polícia Civil informou que a vítima tinha passagens pela Justiça e que há poucas semanas tinha deixado o presídio. Entretanto, não mencionou por qual crime Ivanor esteve preso.

Como aqueles desconhecidos tinham conhecimento de que a vítima se encontrava no local, é o que a autoridade policial (certamente já tendo suas teorias) vai procurar esclarecer. Tudo leva a crer que foi crime de encomenda, um acerto de contas, que os moradores da casa em que se verificou o sinistro possivelmente possam estar sabendo.

Luís Carlos Pimentel- Portal Mz Notícia

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


blank

Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!