Agronegócio Paraná Vitrine

Perda na safra e alta procura fazem preço do café disparar

29/08/2021 | 12:39 Por Nara Souza Modificado em 29, agosto, 2021 12:48

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) os preços do café dispararam com a oferta menor no mercado interno, perdas na produção e aumento das exportações.

Entre janeiro e julho deste ano, o país exportou mais de 25 milhões de sacas do grão, um aumento de 11% ao comparar com o mesmo período de 2020. Hoje, 70% da produção nacional de café vai para outros países.

Para o consumidor brasileiro, o que sobra é o aumento do preço. Em uma loja de café em Maringá, no norte do estado, que vende os melhores grãos produzidos no país, todos os preço subiram.

Mesmo não repassando todo o aumento, em vários locais, o consumidor já tem pago de R$ 4,50 a mais de R$ 5 por uma xicarazinha de café. Nos supermercados, o pó também está mais caro. De janeiro a julho, a alta segundo o IPCA, foi de 11,5 % no Paraná.

Já no campo, o preço da saca para os produtores praticamente dobrou. Em 2020, a saca do tipo mais comum no Paraná estava em R$ 480. Hoje, vai de R$ 900 a mais R$ 1.000. E quem produz cafés especiais consegue preços muito maiores.

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!