Política Ponta Grossa

Possível compra de votos pode mudar comando da Prefeitura de PG

08/12/2020 | 20:06 Por Notícias Mz Modificado em 08, dezembro, 2020 8:06
Vereador pede cassação de Elizabeth Schmidt por crimes eleitorais

A Justiça Eleitoral de Ponta Grossa recebeu denúncia de compra de voto por parte da candidata eleita, professora Elizabeth Silveira Schmidt, e de seu vice Capitão Saulo Vinícius. A ação foi ajuizada na 14ª Zona Eleitoral pelo vereador Pietro Arnaud (PSB), que foi vice-candidato à Prefeitura, ao lado de Mabel Canto (PSC).

As denúncias e o ajuizamento da ação vieram à público através do programa “O Repórter” do radialista Jocelito Canto, na manhã de hoje (08). No documento, contendo 20 páginas, são apresentados diversos materiais relacionados a possíveis crimes eleitorais.

Prints tirados de redes sociais e vídeos sugerem práticas ilícitas, como contratação de fiscais, repasse de dinheiro em espécie a eleitores em troca de voto, entre outros pagamentos de propina durante a campanha eleitoral e no dia do pleito.

O portal Mz Notícia teve acesso ao processo. Conforme a denúncia, os eleitores teriam recebido valores entre R$50 e R$200 para a compra de votos e apoios de influenciadores no facebook e instagram.

Quem aceitava compor o “esquema” tinha que comprovar o voto no 55. Os fiscais fotografavam os títulos e enviavam para os responsáveis pelo pagamento. Se por acaso Elizabeth e Capitão Saulo fossem eleitos, haveria uma gratificação.

As denúncias induzem aos crimes de caixa 2 e o de compra de votos, previsto no artigo 299 do Código Eleitoral e no artigo 350 da mesma lei. Além do crime, a conduta descrita acima também pode caracterizar o ilícito do art 41-A “Fica evidente que houve compra de voto e que buscaram meios proscritos para obter vantagens nas eleições municipais de 2020”, consta na denúncia.

A ação requer que a denúncia do crime seja acatada judicialmente e que se instaure inquérito policial para que medidas cabíveis sejam tomadas. “No ponto de vista jurídico, espero que a candidata seja cassada. Claro que ela tem apoio de políticos fortes, que podem dificultar a justiça. Mas espero que o processo fraudulento venha à tona de pessoas diretamente ligadas a campanha dela, angariando centenas de votos”, destacou Pietro.

O parlamentar estima que mais de 10 mil pessoas foram envolvidas no esquema ilícito e explica que o processo foi movido devido a delações que chegaram até ele. “Comecei a reunir algumas provas e o que consta na ação não representa 20% do que já temos conosco”, destacou Pietro.

Retorno
A equipe do Porta Mz Notícia entrou em contato com a atual vice-prefeita e candidata eleita, Professora Elizabeth Schmidt, mas a mesma não atendeu nossas ligações e não respondeu mensagens enviadas, até o fechamento da reportagem.

Desdobramento

O portal Mz Notícia continuará acompanhando a repercussão do caso e em breve traz mais materiais.

Confira parte do material anexado na queixa

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

blank

Fonte: Notícia-Crime – compra de voto. Processo número: 0600612-90.2020.6.16.0014

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!