Ponta Grossa

Prefeitura sabia das demissões da VCG; Sindicato se reunirá com empresa para evitar cortes

18/11/2020 | 11:25 Por Notícias Mz Modificado em 18, novembro, 2020 11:25

Ao contrário do que foi declarado ontem (17), através de uma live gravada pelo prefeito Marcelo Rangel, a Prefeitura tinha conhecimento das demissões anunciadas, na mesma data, pela Viação dos Campos Gerais.

No vídeo, o chefe do executivo se mostra surpreso e indignado. “Nos pegou de surpresa porque não recebemos comunicado algum aqui na prefeitura. Não recebemos comunicado algum da empresa”, afirma Rangel e ele ainda segue a gravação dizendo que tomará providências para que as demissões não ocorram, pelo menos, não, sem a determinação oficial encaminhada ao prefeito para uma análise prévia de três meses.

No entanto, documentos que circulam hoje (18) nas redes sociais mostram o contrário. É uma ata de audiência, que aconteceu no dia 16 de novembro, entre o Ministério Público do Trabalho, Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros Intermunicipal, Interestadual e Fretamento de Ponta Grossa (SINTROPAS), VIação dos Campos Gerais e a Prefeitura, onde foi informada a demissão em massa dos 230 trabalhadores.

O Portal Mz Notícia entrou em contato com o presidente do SINTROPAS, Luiz Carlos de Oliveira, para confirmar se o documento é verídico e, consequentemente, se a reunião ocorreu. “A Prefeitura sabia sim das demissões, porque participou dessa e de outras reuniões, inclusive quando foram demitidos 73 funcionários em agosto”, afirmou Oliveira, que esteve presente nesta reunião.

O presidente informou que amanhã (19) representantes do Sindicato estarão em Curitiba, em reunião, no escritório jurídico que representa a VCG para que a empresa apresente argumentos sobre a decisão. “Somos totalmente contra às demissões. Vamos lutar com todas as forças e juridicamente para que sejam assegurados estes empregos. isto não pode ser feito a toque de caixa”, destacou.

Ata de audiência
A reunião, que ocorreu há dois dias, foi realizada por meio de video conferência, por volta das 14h05, e teve a participação do Procuradora do Trabalho Cibelle Costa de Farias; representantes do SINTROPAS: Luiz Carlos de Oliveira e Frederico Silva Hoffman; representantes da VCG: Egberto Nissel de Carvalho e Silva, Walter Tierling Neto e Diego Felipe Moñoz Donoso; e representantes da Prefeitura Municipal: Diego Felipe Vaz e o procurador municipal Jonas Soistak.

Conforme a ata, a audiência aconteceu em função dos decretos do Ministério de Saúde e do Congresso Nacional sobre o estado de calamidade pública no Brasil e de estado de transmissão comunitária do coronavírus, que impactaram o funcionamento das atividades da VCG.

A empresa informou que diante do cenário tentou várias medidas para amenizar os prejuízos econômicos, como suspensão de contrato de trabalho, redução de jornada de trabalho, entre outras, mas que o panorama financeiro não melhorou. “Na verdade intensificaram as dificuldades sob a perspectiva de desiquilíbrio econômico financeiro. O ponto de partida apresentado pela empresa durante a audiência é a dispensa máxima de 230 empregados, o que será feito em um futuro próximo”, comunicou a VCG durante a reunião.

Diante da informação, o município disse que no momento não haveria previsão de subsídio ou aportes à empresa VCG. “A esperança era de que o PL que trata do subsidio para o setor do transporte público fosse aprovado e viabilizasse recursos ao segmento econômico”.

Confira a ata reuniao-16-novembro

Anúncio das demissões
Ontem (17), circulou nas redes sociais nota que a Viação dos Campos Gerais emitiu aos colaboradores informando que, devido aos impactos que o transporte público sofreu com a pandemia, 230 funcionários deveriam ser demitidos. Conforme comunicado, houve queda de 50% no número de passageiros e redução de oferta em 20%.

Confira o comunicado na integra

Conforme é de amplo conhecimento, a situação do Transporte Coletivo na cidade de Ponta Grossa é absolutamente crítica. Nos últimos 8 meses, após o início da pandemia do COVID-19, o nosso volume de passageiros foi de aproximadamente 50% do volume normal, enquanto que a redução da oferta se deu em menos de 20% dos quilômetros previstos.

Isso significa um enorme descasamento entre os custos da operação e as receitas do sistema, até porque a empresa tem operado exclusivamente com as receitas provenientes das tarifas pagas pelos usuários, receita esta absolutamente insuficiente para cobrir minimamente os custos operacionais. 

A empresa tem lutado para a manutenção de suas atividades e do emprego de seus colaboradores.

Ocorre que, para isso, precisa ampliar a redução de seus custos operacionais, com a redução de postos de trabalho até o limite de 230 funcionários.

É uma medida amarga, mas absolutamente necessária para salvaguardar o restante dos hoje aproximadamente 1200 funcionários.

Para tanto, e nos termos da mediação cujas tratativas iniciaram no dia de ontem em conjunto com o Ministério Público do Trabalho, o SINTROPAS e a Prefeitura Municipal (autos 000217.2020.09.0008/8) é que a Viação Campos Gerais solicita a todos os seus colaboradores que tem interesse em aderir às demissões que se sucederão que se façam presentes no Setor de Recursos Humanos da Empesa e formalmente informem desta intenção.

Estas solicitações devem ser feitas pessoalmente no Recursos Humanos até quinta-feira (19/11/2020), às 18h00.

Aqueles que fizerem referida solicitação serão priorizados nestes desligamentos, cientes desde logo que não necessariamente referida solicitação será acatada, de modo que cada solicitação será analisada caso a caso, podendo ser aceita pela empresa ou não.

Novamente reiteramos nosso profundo pesar pela situação vivida no Sistema de Transporte Coletivo de Ponta Grossa, mas dada a gravidade da situação e falta de melhores perspectivas, precisamos de todas as formas manter um mínimo de higidez no sistema.

Esperamos que nos próximos meses o cenário volte a um patamar de equilíbrio com a operação viabilizada, garantindo que aqueles que por ventura deixem a empresa, possam ser priorizados numa futura recontratação.

VIAÇÃO CAMPOS GERAIS

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


blank

Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!