Saúde Vitrine

Profissionais da UPA se sentem ameaçados pela população

09/11/2021 | 10:15 Por Igor Rugilo Modificado em 09, novembro, 2021 10:15

Agressões e confusões na Unidade de Pronto Atendimento Sant’Ana vem se tornando rotina, na cidade de Ponta Grossa. Profissionais da linha de frente diariamente passam por momentos de humilhação e medo.

Somente nos últimos meses, foram registrados várias situações de revolta pela demora no atendimento.

“Nós fazemos todo o possível, somos poucos, fazemos o que está em nosso alcance. Não é nossa culpa a UPA estar cheia e demorar o atendimento, o problema é o sistema que coloca poucas pessoas para trabalhar”, contou um funcionário.

Ao menos três agressões foram registradas na Unidade nos últimos dias, onde pacientes revoltados chegaram a agredir profissionais.

“Nós estamos com medo. Estamos em poucos, há pouca segurança e as pessoas estão cada vez mais revoltadas”, concluiu.

Na última semana houve o registro onde um homem alterado pela espera por atendimento terminou ‘quebrando tudo’ no interior da unidade. Além disso, há também relatos de que o homem quebrou e riscou carros de funcionários, na ocasião, ele foi encaminhado pela Guarda Municipal até a delegacia.

“Nós pedimos melhorias, pedimos para aumentar o número de profissionais, pois sabemos que tem a necessidade. Nós não temos culpa e sim as autoridades”, disse outro funcionário.

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!