ColunistasFernando Santos

Qual é a sua responsabilidade em relação a saúde mental de quem você ama

 

Quando buscamos ter relacionamentos saudáveis, precisamos entender que é necessário ter conversas desconfortáveis com as pessoas, precisamos deixar claro nossa vulnerabilidade, nossas dificuldades, o que nos incomoda, o que nos gera desconforto, ansiedade, medo, raiva, tristeza e, além de tudo, precisamos também ouvir o que o outro tem a nos dizer sobre as dificuldades dele. Essa conversa é fundamental para que aja um acordo, um pacto emocional, é como um contrato de relacionamento, onde ambas as partes entram em comum acordo sobre as expectativas de comportamentos a serem seguidos e, como todo contrato, depois de “assinado”, precisa ser respeitado. Esse contrato imaginário chama-se RESPONSABILIDADE AFETIVA.
Essa responsabilidade não se limita apenas à relacionamento amoroso, ela vale para sua relação consigo mesmo, com seus filhos, seus pais, sua família, colegas de trabalho, amigos, enfim, todo tipo de relacionamento. As pessoas precisam entender que você não deu a elas uma certa liberdade para falar ou agir sobre aquilo que te incomoda.
Usando o bom senso(sempre) imponha seus limites e entenda os limites de quem você se relaciona: “Fulano, eu adoro você e, exatamente por isso, espero que você entenda que falar sobre isso ou agir dessa maneira me incomoda, então, NÃO te dou liberdade para ultrapassar esse limite comigo e, se você também gosta de mim, espero que me respeite.”
Isso também vale para piadinhas, brincadeiras, comentários, enfim, só aqui vocês já eliminam 50% de tudo o que pode ser tóxico um ao outro nessa relação. Os outros 50% serão as atitudes coerentes.

Precisamos entender que cada pessoa tem sua personalidade e, quando entendemos isso, notamos que nosso modo de se relacionar com cada uma delas é diferente. Esse papo de que: “Sou assim mesmo, os incomodados que se mudem.” É típico comentário de uma pessoa que não tem responsabilidade afetiva. Precisamos nos tornar alguém diferente com cada pessoa que nos relacionamos, pois cada pessoa necessita de uma atenção diferente. Por exemplo: Um pai que tem dois filhos, um mais atento, porém explosivo e, outro, mais tranquilo, porém relapso; esse pai precisará ter atitudes opostas com cada um para auxiliar em seus progressos. Com o primeiro provavelmente precisará auxiliá-lo de forma tranquila para que não aja descontrole, já com o segundo, precisará ser mais enérgico, pois a tranquilidade ali já se tornou um excesso. São duas adaptações diferentes cometidas por uma mesma pessoa. Isso significa que você pode ter a sensação de estar “pisando em ovos” ? No início SIM, essa sensação ocorre pelo fato de você estar saindo da sua zona de conforto mental e comportamental, pois você está buscando entender e se adaptar aquela pessoa. Você pensa antes de fazer ou falar algo que possa magoá-la, é um sinal que você a respeita. Com o tempo a forma como você reage a ela se torna automático e a sensação de estar pisando em ovos vai embora. Precisamos deixar bem claro que: “Respeitar alguém não é o mesmo que se anular para agradar alguém. Você se compromete a ter responsabilidade afetiva não por medo de perder alguém ou por qualquer outro medo, mas sim por entender que certas atitudes são necessárias para que ambos se sintam felizes. Quando algo afeta seus princípios não convém sacrificá-los.”

Quando algo lhe incomodar em alguém, só o simples fato de você estar incomodado já significa que essa pessoa é importante para você, caso contrário o que ela faz ou diz seria indiferente. Então, de forma madura e seguindo o bom senso, sente-se e converse com essa pessoa de modo sincero e educado, exponha suas aflições e suas dificuldades, buscando sempre um acordo que fique bom para ambos e, a partir daí, que esse acordo seja respeitado, caso contrário o melhor a se fazer é se afastar, pois quem não te respeita não merece sua companhia, são essas pessoas que, pouco a pouco, vão estragar a sua saúde mental. Esteja ao lado de pessoas que têm responsabilidade afetiva para com você, que se importam pelo que você sente, pelo que você pensa e que te orientem ao invés de te criticar, pois existe uma grande diferença entre orientação e crítica, pessoas que te criticam, apontam o dedo e lhe julgam são as que mais te colocam para baixo, além de te gerar mais ansiedade, raiva, ressentimento, culpa e vários outros transtornos consequentes, então mantenha distancia dessas pessoas. Se aproxime de pessoas que entendam suas dificuldades, que te orientem, te motivem, te apoiem e que acreditem em sua melhoria, isso fará toda a diferença no dia a dia.

Vale ressaltar também que somos um espelho: “O que me incomoda no outro é o que me incomoda em mim mesmo e, se está me incomodando, é porque ainda não foi curado.” Então você precisa olhar com atenção nisso tudo, refletir, se questionar e procurar curar essa ferida que ainda sangra em você e, de forma inconsciente, você vê sangrando nos outros.

Nem sempre é possível se afastar de algumas pessoas, neste caso precisamos aprender a lidar com elas sem que isso nos afete tanto. Isso requer um certo comprometimento a mais e até mesmo, se necessário, terapia.

Responsabilidade afetiva é sinônimo de RECIPROCIDADE e EMPATIA, é uma questão de CARÁTER e não de egoísmo.

Psicanalista Fernando Santos
42 99913-6010

Posts relacionados
ColunistasPodcast

Paulo Melo: Passando a Limpo os dados dos empregos em PG, no Paraná e no Brasil

Ouça o comentário de Paulo Melo com o saldo da geração de emprego na cidade, no Estado e no País.   Compartilhe isso:Facebook
ColunistasPodcast

Operário: O desafio continua, agora com uma missão tão ou mais difícil do que a anterior

Ouça o comentário de Juca Francisquini   Compartilhe isso:Facebook
ColunistasPodcast

Paulo Melo: Passando a Limpo o que é destaque nesta terça-feira

As principais notícias do dia estão no comentário de Paulo Melo. Clique e ouça Compartilhe isso:Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat online
1
Olá. Posso ajudar?
tudo bem ?
Fique a vontade para mandar mensagem :)
faça parte do nosso grupo do Whatsapp