CASO NACIONAL: Homem morre após ser torturado em clínica de reabilitação
Brasil Policial

CASO NACIONAL: Homem morre após ser torturado em clínica de reabilitação

09/07/2024 | 21:45 Por Eduarda Malucelli Modificado em 09, julho, 2024 8:19

Um homem de 55 anos, identificado como Celestino de Santana, morreu após ser torturado em uma clínica de reabilitação em Cotia, na Grande São Paulo, na segunda-feira (8). Santana, que era dependente químico, foi internado na última sexta-feira (5). Vídeos das agressões foram divulgados nas redes sociais.

Nas gravações, feitas na sexta-feira (5), a vítima aparece amarrada a uma cadeira enquanto três homens zombam dele e filmam a situação. Na segunda-feira (8), Santana foi levado a um posto de saúde em Vargem Grande do Sul, cidade vizinha a Cotia, com ferimentos graves por todo o corpo e não resistiu aos machucados.

De acordo com o boletim de ocorrência, Matheus Camargo Pinto, de 24 anos, monitor da Comunidade Terapêutica Efatá, foi preso em flagrante acusado de homicídio. Outro funcionário da clínica também está sob investigação. A ocorrência foi atendida por guardas municipais após uma denúncia de lesão corporal, com apoio de uma equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil de São Paulo.

Os agentes identificaram Matheus Camargo Pinto após ele enviar uma mensagem de áudio para um grupo, detalhando as agressões contra Santana: “Cobri no cacete, cobri… chegou aqui na unidade… pagar de brabo… cobri no pau. Tô com a mão toda inchada”, dizia o suspeito no áudio. Após a prisão em flagrante, Matheus passou por audiência de custódia na terça-feira (9) e teve a prisão convertida em preventiva. A Polícia Civil também está investigando o funcionamento da clínica.

 

Com informações: Portal Rádio Itatiaia

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!