Brasil Educação Paraná

Professores de universidades e institutos federais entram em greve

15/04/2024 | 16:30 Por Eduarda Malucelli Modificado em 15, abril, 2024 3:20

Os professores das universidades federais, institutos federais e centros federais de educação tecnológica iniciaram uma greve nacional nesta segunda-feira (15), em busca de reajuste salarial. A proposta apresentada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos foi rejeitada pelo sindicato, resultando na paralisação das atividades.

Os docentes rejeitaram a proposta de reajuste zero salarial, optando por um aumento de 22,71% em três parcelas de 7,06% ao longo dos próximos anos. Além disso, eles exigem a revogação de portarias do Ministério da Educação e discutem temas como o controle de frequência e a carga horária mínima de aulas.

O Comando Nacional de Greve foi instalado em Brasília hoje (15), às 14h30, e os grevistas estão participando de uma audiência pública na Câmara dos Deputados desde às 16h. Na terça-feira (16), terá início a Jornada de Luta “0% de reajuste não dá!”, convocada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), com atividades previstas até o dia 18 de abril.

Com informações: Agência Brasil

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!