Mulher vítima de violência sexual pede socorro via aplicativo de comida 
Paraná Policial

Mulher vítima de violência sexual pede socorro via aplicativo de comida 

09/07/2024 | 15:45 Por Eduarda Malucelli Modificado em 09, julho, 2024 3:32

 

Uma mulher de 26 anos, vítima de violência sexual, pediu ajuda por meio de um aplicativo de entrega de comida na noite de segunda-feira (8), em Curitiba. No campo de observação do pedido, a mulher solicitou que a polícia fosse acionada.

“Me ajuda, manda polícia para esse endereço. Fui estuprada e violentada. Me ajuda, tenho uma filha, corremos perigo”, dizia a mensagem. A equipe do restaurante prontamente acionou a Polícia Militar (PM-PR), que foi até a residência onde a vítima estava. Ao chegar no local, a polícia encontrou a mulher e um homem de 65 anos.

A proprietária do restaurante afirmou que foi a primeira vez que a equipe recebeu um pedido de ajuda desse tipo. “Foi bem surpreendente, ninguém estava esperando. Ninguém espera receber um pedido com um pedido de ajuda. Então prontamente a atendente já ligou para a polícia”, relembra.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O), a vítima relatou que teve um breve relacionamento com o homem e os dois têm uma filha de um ano e três meses. Ela e a filha moram em Santa Catarina, mas desde sexta-feira (5) estavam na casa do homem, em Curitiba, para que ele pudesse ver a criança. Durante a noite de segunda-feira, após colocar a criança para dormir, o homem forçou a vítima a ter relações sexuais e a agrediu. Ela também relatou um outro episódio de violência sexual na sexta-feira, quando chegou na casa do suspeito, que a ameaçou de morte junto com a filha caso contasse a alguém. O homem negou o crime, mas foi preso e levado para a Delegacia da Mulher, enquanto a vítima foi acolhida e passará por exames.

 

Com informações: G1 Paraná

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!