PF realiza operação contra trabalho escravo
Paraná Policial

PF realiza operação contra trabalho escravo

10/07/2024 | 17:15 Por Eduarda Malucelli Modificado em 10, julho, 2024 4:12

Na terça-feira (9), a Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação para combater suspeitas de contrabando, trabalho análogo à escravidão e crimes contra as relações de consumo, incluindo fraudes em preços e indução ao erro sobre a natureza e qualidade dos produtos.

A operação foi realizada simultaneamente no Paraná e em Minas Gerais. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão preventiva, além da ordem de sequestro de bens no valor de R$ 68 milhões. Participaram da ação cerca de 50 policiais federais e servidores da Receita Federal, com os mandados expedidos pela 1ª Vara Federal de Guaíra, no oeste do Paraná.

Segundo as investigações, os suspeitos recrutavam trabalhadores paraguaios para atuar em uma fábrica clandestina de cigarros em São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais. Os trabalhadores entravam no Brasil por via terrestre, através da fronteira com o Paraná, e eram mantidos nas fábricas sem comunicação e em condições precárias de alojamento.

A polícia estima que a fábrica produzia mais de 250 mil maços de cigarros por dia. Foram apreendidos maquinários de produção, caminhões de transporte, 50 toneladas de tabaco in natura, insumos variados e mais de 1,5 milhão de maços de cigarros embalados para venda. Na casa de um dos suspeitos, foram encontrados veículos e quase R$ 60 mil em espécie. “As embalagens encontradas no galpão da fábrica ostentavam logotipos ‘Eight’, ‘Palermo’, ‘R7’ e ‘San Marino’, de modo que eram falsificadas marcas tradicionalmente vendidas no Paraguai, e cuja importação é proibida por lei”, informou a PF.

 

Com informações: G1 Paraná

Você tem algum comentário, dúvida ou opinião? Conta pra gente!


Chat online
1
Fale com o Portal MZ!
Tudo bem?
Fique à vontade para mandar mensagem :)
Faça parte do nosso grupo do Whatsapp!!